Vitor Pereira Jr
Contos, Crônicas e Versos
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

To twit or not to twit
     A era digital na qual vivemos traz novidades constantes, e logo adaptamos nosso comportamento a essas novas realidades. A nova forma de se relacionar com pessoas pela rede mundial de computadores é uma dessas novidades que logo fazem parte de nosso cotidiano.
     O Twitter, por exemplo, trouxe novos hábitos muito curiosos. A celebridade e seus fãs viram amigões! Isso não existia antes. Então, em tempo real, você pode enviar para e receber mensagens de seu ídolo, na maior intimidade. Ao mesmo tempo, as celebridades vão expondo seu dia-a-dia na maior naturalidade.
     O encanto dos ídolos não se perdeu, só se modificou: de divas inalcançáveis para alcançáveis e relacionáveis. E influenciáveis. Tem perfis no Twitter que possuem mais seguidores do que a população de um país inteiro.
     Outra coisa é a facilidade do brasileiro em criar neologismos (de um neologismo americano, To Twit). E twittar virou verbo. Já o FOLLOW foi traduzido por SEGUIR e o UNFOLLOW ficou sem tradução. Uma adaptação bem brasileira: "Você tá seguindo o cara e não gostou do que ele twittou? Dá um unfollow nele!".
     Eu twiito, tu twittas, ele twitta, nós twittamos, vós twittais, eles twittam. Twitta tu, twitta você, twittemos nós, twittai vós, twittem vocês. O telemarketing conjuga: “Poderia estar twittando...”. O juiz conjuga: “Twitte-se”. Já "Twitta tu" é cacófato. "Twittai vós" é bíblico! Agora, “Eu tuítu” é a conjugação dos alunos carentes de uma escola pública que estão prestes a repetir de ano. E já “Eu duidu” é a conjugação dos alunos carentes de uma escola pública que já repetiram de ano e vão ser passados para a 5ª série pelo conselho de classe. Um grupo de pagode gravaria: “Sorria que eu estou twittando...”. O funkeiro gravaria: “Tá twittado, tá tudo twittado!”. Sugestão para uma nova banda: New Tweets On The Blog.
     Já pensou se o Twitter começa a influenciar essa geração na escolha dos nomes de bebês? A mãe chega ao cartório e quer iniciar o nome do filho com um @. Era pós-Twitter: “Qual o seu nome?”, “É José!”, “E do teu filho?”, “É @maxuell”.
     A era digital veio para ficar. Vamos nos relacionar?
     Me segue que eu te sigo!
     @vitorppj
        

Vitor Pereira Jr
Enviado por Vitor Pereira Jr em 09/12/2010
Alterado em 17/01/2011


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras